Aproveitando o ensejo: 5 fetiches em calcinhas

E aproveitando para homenagear o saudoso Wando

Para Wando nenhum colocar defeito, vamos aproveitar o tema do evento passado para falar dos maravilhosos fetiches em calcinhas.

Sim, no plural: fetiches. Assim como a variedade de modelos, existe uma variedade de desejos bem diferentes com calcinhas.

Será que o seu fetiche está aqui? 🙂

As 5 taras mais comuns por calcinhas

fetiches em calcinhas wando
fetiche em enxugar o suor, por exemplo rsrs

Wando era apenas um admirador da roupa íntima feminina, mas têm pessoas que vão além de aprecia-las. Tem quem compre, tem quem roube, tem que peça, tem quem vista.

Claro que todas contribuem para o desejo sexual de alguém, por isso a brincadeira é pra lá de válida, ainda que sejam:

– Colecionar: a paudurescência de muitos homens é garantida quando sua coleção de calcinhas aumenta. E a vontade em ter diversos modelos à disposição vai além de possuir as peças íntimas.

No Japão, o burusera é a prática de comprar calcinha usada e receber um vídeo da dona usando-a respeitando a tara do fetichista que pode até curtir calcinhas sujas de menstruação – a menofilia

– Cheirar calcinhas sujas: pois é, suadas, com corrimentos, mijadas e até gozadas. Quem gosta de cheirar calcinhas costuma gozar enlouquecidamente por causa dessa prática; 

– Ele usa calcinha: também conhecido como transvéstico. É o cara que fica com um tesão absurdo quando veste as calcinhas da namorada/esposa/prima/amiga…

Podem transar usando a calcinha ou podem apenas circular por aí usando-a em vez de cueca; 

– Ela oferece calcinha: têm mulheres que piram vendo o homem usar calcinhas. Elas oferecem as próprias ou compram novinhas só para presentea-los com uma calcinha de rendinha, fio dental, babadinho, caleçon… 

– Esfregar: na realidade, a maioria dos fetiches acima meio que esfregam as calcinhas no pau para se masturbarem. É uma piração com a maciez do tecido e o cheiro roçando no pau. 

Algum fetiche ficou de fora? Se ficou, me ajude com essa listinha 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *